E eu não tenho ninguém pra ligar na madrugada, dizer: tá doendo pra caralho, vem me ver. Ninguém pra atravessar a cidade por mim.

Caio Fernando Abreu. (via fraquejou)

 
O silêncio não era quietude, nem calma, e não era paz.

A Menina que Roubava Livros. (via romanceada)

 
Eu sou fechada, mas veja bem, se conseguir entrar nunca vai precisar sair.

Patricia Lise (via desenhe)

 
Perde o medo comigo, te dou a mão. Juro.

– Patricia Lise (via menininha-adriele)

 
Eu sou fechada, mas veja bem, se conseguir entrar nunca vai precisar sair.

Patricia Lise

 
Não te culpo por não ter dado certo, sou uma empresa grande, cheia de falhas e dividas, não e pra qualquer um me administrar.

Patricia Lise 

 
Você fica esperando a hora certa chegar, e quando vai ver ela já passou.

Patricia Lise 

 
Não tenho que te dar motivos pra ficar, eu tenho que ser o seu motivo.

– Patricia Lise

 
Me tornaram essa coisa que sou hoje e ainda criticam o resultado.

Patricia Lise  

 
Desculpa não agradar, simpatia forçada não é meu ponto forte.

– Patricia Lise 

 
Te pedem pra arriscar, mas não entendem o estrago irreversível que uma decepção pode trazer.

– Patricia Lise 

 
Eu entendo o porquê que você quis se afastar de mim, você seria incapaz de me devolver tudo o que eu estava disposta a te entregar. O meu mundo não cabe dentro do seu quartinho.

Patricia Lise

 
Sinto sua falta, sinto solidão, sinto saudades. Sinto, sinto e sinto. Desculpa essas palavras com esse peso de drama, segurei muita dor sozinha.

Patricia Lise

@ gramaticas